Postagens

Semana 3...

Dia 29/01
Essa semana passou super rápido, feriadinho na sexta.... Para a fisio foi uma semana quebrada, mas com grandes espectativas para a próxima semana!

Meu mega problema de vida é ter a ansiedade como companheira de vida... Eu tô sempre esperando, pelo próximo passo, o próximo dia, a próxima evolução, a próxima conquista... Acaba que não aproveito os momentos sempre na ansiedade do que vem depois!

Essa tal ansiedade que me colocou nessa situação hoje, é essa ansiedade que me impede de emagrecer, é essa mesma ansiedade que me impede de curtir e aproveitar o que cada momento tem pra me oferecer....

Mas... Vamos que vamos! E assim até a minha total recuperação!

Bjinhus... 😘

Semana 2

Imagem
Dia 22/01 início do turbilhão, e meu pé cada vez mais frouxinho... E eu feliz demais...
Pelo menos uma notícia boa nesse longo período!




Ainda tem mais duas semanas antes de voltar ao médico, mas meu fisioterapeuta não está fazendo exercícios de apoio ainda, disse que só fará com autorização do médico.
Eu como sou uma exímia: peido aflito,  nesta segunda liguei pra o medico para saber se já podia iniciar os treinos de apoio do pé, no que tive a seguinte resposta: Não! Até que eu esteja com toda a movimentação do pé 100%...
🤦
A tentada é livre...

Normal minha ansiedade, tendo em vista que no dia 23 completei 5 meses de pé para cima, né?🤔

Mas o pior que minha urgência não é só por caminhar, são os gastos de Uber diário que tá me consumindo, e meu carro parado na frente de casa! 😥 Minha moto tb, mas essa vai continuar até alguém querer comprar... 😂😂

Semana 1 - o início....

Imagem
Dia 15/01 cheguei na fisio toda assustada, sem saber como seria, mas foi...

Dolorido, pé duro, frustração de não conseguir fazer os exercícios completos, mas nada que ao final da semana já não tivesse evoluído bastante... Lá se foram 5 seções e a notícia de que na segunda próxima eu começaria o turbilhão, atividade que ativa a circulação sanguínea e ajuda na soltura dos ligamentos...






A saga continua....

Imagem
Passou-se uma semana, eu ja recuperada da retirada dos ferros, Dia 04/12 fomos pro retorno com o médico na espectativa de logo iniciar a fisioterapia. Chegamos 9h como de costume em toda a segunda-feira, médico chegou e me encaminhou ao raio-x, logo em seguida me chamou, fez cara feia pro meu pé, mexeu de tudo que foi jeito (vi estrelinhas) e estampou o veredicto: teu pé está caído, os ligamentos não se reestabeleceram durante esse tempo parado, teremos que colocar gesso....

Um minuto de silêncio... Aquele nó na garganta, planos mais uma vez adiados, sem programações para o final de ano, aquela lágrima que insistiu em correr, meu desejo de retornar ao trabalho logo sendo adiado, um turbilhão de pensamentos soltos na cabeça em questão de segundos...

Respira fundo e: fazer o que, não tinha outro jeito, vamos colocar gesso por mais 30 dias então... Ele colocou meu pé no lugar, um enfermeiro segurou na posição certa e começaram a esculpir a grande obra de arte que me acompanhou no Natal e…

A mudança de percurso no tratamento

Imagem
Passaram-se os dias, ferida não cicatrizava e conseguimos uma consulta no dia 21/09 com o novo médico para uma avaliação, mas até aí já estava desconfiada do primeiro médico, ele não escondia o apavoramento ao ver meu caso.
 Então fizemos um raio-x, ele analisou e fez as guias para nova cirurgia, me confirmou que não poderíamos colocar a placa devido a ferida, mas que com o fixador eu não poderia ficar por tanto tempo, já que estava a 30 dias, meu osso poderia calcificar da forma que estava, e isso seria um problema. Corremos para autorizar os procedimentos e no dia 29/09 voltamos ao bloco cirúrgico, agora eu estava bem mais confiante que o fim desse dilema estava mais próximo. O médico me passava mais autonomia no caso. Confesso que estava mais aliviada e confiante. Dia 29/09 as 10h da manhã dei baixa no hospital com a única informação de que seria colocado um outro fixador, em formato de tubo, mas agora solucionador, e não como esse que eu estava que sua função era apenas segurar o …

Os imprevistos da vida...

Imagem
Eu sempre tive muita pressa na minha vida! Eu vivia correndo pra levar o filho na escola, correndo pro serviço, correndo pra academia meio dia para dar tempo de fazer um treino descente, correndo de volta pro segundo turno de trabalho, almoçava correndo, correndo eu ia pra escolinha de novo para buscar meu filho as 18h, correndo para casa para tentar descansar do dia corrido, mas eu continuava correndo em casa para dar banho, fazer janta, arrumar as coisas, organizar o próximo dia que iniciava logo ali as 6h e enfim deitar...

Até que no dia 23/08/17 eu fui forçada a parar de correr... Uma quarta-feira ensolarada, 11:30h da manhã comi meu ovinho cozido e corri para me trocar para ir para a academia, o dia tava lindo, e resolvi dar uma poupada na gasolina, que ta caríssima, deixei o carro na loja e peguei minha moto que ficava lá também. Como não poderia ser diferente, corri logo para a academia, porque quanto mais cedo eu chegar, mais o treino rende e mais rápido eu estaria de volta...…

A busca incessante pela minha melhor versão

Imagem
Em meados de Novembro/2010 eu fui agraciada com a maravilhosa ideia de ser mamãe! Apartir de então, tudo flores, comida a vontade, muito chocolate e pão de queijo que me resultaram em uma gravidez um pouco conturbada, diabetes gestacional, pressão alta, e 20kl na conta final...

Em agosto de 2011 meu filhotinho amado João Pedro nasceu, com 4.280kl e 53cm. Com ele já foram 10kl e o saldo final que restou foram 10kl


Então a luta começou e com ela a descoberta de que minha tireóide parou de funcionar... Devidamente suplementada, partiu academia...  Filhos mudam completamente nossa rotina e sempre ocupam todo o tempo livre dos pais, e a única opção para iniciar seria fazer no intervalo de almoço do trabalho! Já que meu alemão começou a frequentar a escolinha em turno integral com 5 meses e meio de vida para eu poder voltar ao trabalho!
Anos de luta, começos, recomeços, dietas falhas e nutricionistas sendo abandonados, balança desce, balança sobe, e os kls a mais nada de irem embora! No dia…